Penetração 'desejável' deve durar até 13 minutos

A ideia de que se tem um melhor desempenho sexual quando a penetração é "demasiado longa" tem sido difundida pelos filmes pornográficos.

Ilustração

 

Segundo um estudo da Universidade da Pensilvânia nos EUA, a penetração durante o acto sexual não deve prolongar-se mais de 13 minutos.

Os investigadores responsáveis pelo estudo, Eric Corty e Jenay Guardiani, classificaram como "demasiado curta" entre 1 a 2 minutos, "adequada" a penetração que dure entre 3 a 7 minutos, "desejável" quando o acto dura entre 7 a 13 minutos,  e "demasiado longa" se chegar perto da meia-hora.

Os investigadores referem no estudo que "a cultura popular de hoje em dia reforçou determinados estereótipos sobre a actividade sexual e muitos homens e mulheres parecem acreditar em certas fantasias que não correspondem à realidade". A ideia de que se tem um melhor desempenho sexual quando a penetração é "demasiado longa" tem sido difundida pelos filmes pornográficos.

Segundo os investigadores, esta noção está longe de ser verdadeira e em alguns casos chega mesmo a afectar o tratamento de pessoas com problemas sexuais. As pessoas pensam que sofrem de disfunções físicas quando na verdade só precisam de tratamento psicológico.

Se a pessoa está preocupada com o tempo que deve durar a relação sexual, estes dados podem ajudá-la a eliminar a preocupação", acrescentam Eric Corty e Jenay Guardiani, no estudo citado pelo site 20 Minutos.

Aumente ainda mais o tesão...

Comentários

Ainda sem comentários. Seja o primeiro!

O que pensa desta história? Deixe o seu comentário.

Arquivo de Histórias